Grupo Thomas Cook Anuncia Falência



O operador turístico britânico Thomas Cook anunciou falência, esta segunda-feira, depois de não ter conseguido encontrar, durante o fim de semana, fundos necessários para garantir a sobrevivência. 

"Apesar dos esforços consideráveis, as discussões entre as diferentes partes interessadas do grupo e de novas fontes de financiamento possíveis, não resultaram em acordo", apontou o operador turístico britânico em comunicado.

"Desta forma, o Conselho de Administração concluiu que não tinha escolha, a não ser tomar medidas para entrar em liquidação com efeito imediato ", acrescentou.
O grupo precisava de arrecadar 200 milhões de libras (cerca de 227 milhões de euros) em fundos adicionais, reivindicados pelos bancos, como o RBS ou o Lloyds.
As autoridades terão agora que organizar um repatriamento maciço de cerca de 600 mil turistas em todo o mundo, incluindo 150 mil para a Grã-Bretanha, estando já em curso a operação "Matterhorn", que pretende levar as pessoas de volta à Grã-Bretanha em voos "charter" ou através de outras companhias como a Easyjet e a British Airways.
A empresa, com 178 anos de atividade, tinha previsto assinar esta semana um pacote de resgate com o seu maior acionista, o grupo chinês Fosun, estimado em 900 milhões de libras (1.023 milhões de euros), mas tal foi adiado pela exigência dos bancos que o grupo tivesse novas reservas para o inverno.

Publicar um comentário

0 Comentários