Irão detém suspeitos do abate do avião Ucraniano


O Irão fez várias detenções por ligações à queda do avião civil ucraniano há uma semana. Hassan Rohani, presidente do Irão, considerou um “erro imperdoável” o abate da aeronave.

As autoridades iranianas detiveram várias pessoas suspeitas de estarem envolvidos na queda do avião ucraniano. O anúncio das detenções, de acordo com o The Guardian, foi feito esta quarta-feira pelo porta-voz da procuradoria iraniana.

O presidente do Irão, Hassan Rohani, disse hoje que o país vai “punir” todos os responsáveis pela queda do avião civil ucraniano. “Para o nosso povo é muito importante que quem quer se seja responsável por um ato de negligência seja levado perante a justiça”, disse Rohani num discurso televisivo transmitido hoje de manhã em Teerão.

“Todos aqueles que têm de ser punidos vão ser castigados”, acrescentou o presidente do Irão.

O governo da República islâmica acabou por reconhecer que o avião das linhas aéreas da Ucrânia, com 176 pessoas a bordo, foi abatido “por erro” por um míssil balístico iraniano, na passada quarta-feira.

Publicar um comentário

0 Comentários