História da TAP - Transportes Aéreos Portugueses


Criada em 14 de março de 1945 com o nome Transportes Aéreos portugueses, é uma companhia aérea de bandeira portuguesa com sede em Lisboa. A Companhia é membro da Star Aliance.

Através do seu hub em Lisboa, plataforma privilegiada de acesso na Europa, na encruzilhada com África, América do Norte, Central e do Sul, a TAP é líder na operação entre a Europa e o Brasil. A rede TAP cobre 93 destinos em 36 países a nível mundial. 

Em junho de 2015, a TAP Air Portugal foi privatizada, passando a ser controlada pelo consórcio Atlantic Gateway, liderado por David Neeleman (fundador da norte-americana jetBlue Airways e dono da Azul Linhas Aéreas Brasileiras) e por Humberto Pedrosa (CEO do Grupo Barraqueiro). Em 2016, o novo governo português liderado por António Costa assinou um novo acordo com o consórcio até então detentor da maioria do capital, passando o Estado Português a deter 50% da empresa, ficando detidos 45% pela Atlantic Gateway e 5% pelos trabalhadores da TAP.

A TAP Air Portugal é avaliada com três estrelas no ranking Skytrax. Foi a primeira linha doméstica, entre Lisboa e Porto, é aberta em 1947, no ano em que foram adquiridos aparelhos Douglas C-54 Skymaster.


Na década de 50, a TAP passa de serviço público a Sociedade Anónima de Responsabilidade Limitada (SARL), de maioria estatal, e são adquiridos dois Super-Constellation.

Em 1961, a TAP inaugura o "Voo da Amizade" entre Lisboa e o Rio de Janeiro, um serviço especial entre Portugal e Brasil, com escala no Sal e em Recife. no mesmo ano, realiza-se o voo inaugural que liga Lisboa a Goa, na Índia, com uma duração total de 19 horas e cinco escalas intermédias.

Em 1962, entra ao serviço da TAP o primeiro avião a jato, um Caravelle, que faz a ligação entre Lisboa e Madrid, em Espanha.

Em 1965, chega à TAP o primeiro Boeing: o B707. Dois anos mais tarde, chega o B727.


A partir de 1967, a TAP passa a ser a primeira companhia aérea europeia a operar exclusivamente com aviões a jato.

Dois anos depois, são criados os Transportes Aéreos Continentais (TAC), uma subsidiária da TAP destinada ao serviço de táxi aéreo.

Na década de 1970, são iniciadas novas linhas comerciais, como a linha de Montreal, no Canadá, e Ponta Delgada e ilha Terceira, nos Açores.

Em 1975, a companhia aérea é nacionalizada, passando a ser uma empresa pública.

Quatro anos mais tarde, a companhia passa a chamar-se TAP Air Portugal, a 3 de setembro é feita Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique.

Durante as décadas de 1980 e 1990, são prolongadas e criadas novas linhas comerciais: o prolongamento da linha de Milão para Roma, em Itália, e a criação da linha para Barcelona, em Espanha e em 1985 inaugura o Museu TAP.


A década de 90 é também marcada pela renovação da frota da TAP. A TAP, que já operava o A310 da Airbus desde 1988, vê chegar os A320-200 em 1993 e, nos anos seguintes, os A340 e os A319.


Em 2005, ano da comemoração dos 60 anos da companhia, é alterada a imagem da empresa, sendo criado um novo logótipo e alterada a denominação para 'TAP Portugal', passando também a fazer parte da Star Alliance, a maior associação de companhias de aviação.

Em 2006, a TAP assume o controlo da Varig Engenharia e Manutenção, o maior centro de manutenção da América do Sul e, em 2007, a integração operacional da TAP e da PGA é concretizada..

PRIVATIZAÇÃO

Em 2012, a TAP esteve envolvida num processo de privatização em que o principal interessado, e único no fim do processo, foi o empresário Germán Efromovich. No dia 20 de dezembro, o Governo português decidiu adiar para 2013 a venda da TAP.

No dia 13 de novembro de 2014, o Governo anunciou a reabertura do processo de privatização. A forma de privatização seria realizada com a venda directa de 66% do capital da companhia aérea - sendo 61% da venda a investidores directos; 5% para os trabalhadores da TAP SGPS; os restantes 34% ficariam na posse do Governo durante dois anos.

A data para a entrega das propostas de aquisição da empresa era o dia 15 de maio de 2015 e, neste dia, os interessados que apresentaram as suas foram David Neeleman, CEO da Azul Linhas Aéreas e da JetBlue Airways, juntamente com o empresário Português Humberto Pedrosa, Germán Efromovich, CEO da Avianca, e Miguel Pais do Amaral.

No dia 11 de junho de 2015, foi confirmado que a proposta de compra da TAP Air Portugal pelo consórcio Atlantic Gateway, composto por David Neeleman (dono das companhias aéreas Azul Linhas Aéreas Brasileiras, da JetBlue Airways e da WestJet) e Humberto Pedrosa, havia sido aceite pelo Governo Português. Desta forma, estes passaram a deter 61% do capital do Grupo TAP.

O processo da venda da companhia aérea ficou concluído em 12 de novembro com a assinatura do respectivo contrato.

Logo após a formalização da privatização em 2015, a TAP anunciou uma encomenda à Airbus de 53 aviões e assinou um acordo com a Airbus que garante que a TAP será a primeira companhia do mundo a operar os novos A330neo.


Com início a 28 de Fevereiro de 2011, a TAP começou a divulgar a sua campanha "TAP, de braços abertos", onde incluía o novo slogan da empresa. Nela, três cantores (a cantora brasileira Roberta de Sá, a cantora portuguesa Mariza e o cantor angolano Paulo Flores) atuaram num vídeo musical com a canção "De braços abertos",  que mostrava funcionários da TAP.  A inclusão dos três cantores destinava-se a realçar a proximidade entre as pessoas dos países lusófonos.

No final de 2018, a TAP lançou o seu novo hino "TAP é Portugal", que promove a música portuguesa pelo mundo. O hino junta nove artistas nacionais – Paulo Gonzo, Ana Moura, Cuca Roseta, David Carreira, Fernando Cunha, Nelson Freitas, Olavo Bilac, St. Dominics Gospel Choir e Xutos e Pontapés - e várias centenas de Colaboradores da TAP na promoção de Portugal além fronteiras. A música e letra são da autoria de João Pedro Mendonça e a produção é de Rui Fingers e José Vasconcelos.

GALARDÕES
  • Na década de 1970, a TAP recebe a Medalha de Mérito Turístico, pelos serviços prestados ao turismo português.
  • Em 1985, a empresa é galardoada, no Rio de Janeiro, Brasil, com a Ordem de Mérito de Dom João VI, atribuída pela comunidade luso-brasileira.
  • Em 2003, a Airbus atribui à TAP dois prémios: o de Maior utilização da frota A310 e
    de Excelência operacional da rota A310 entre 2001 e 2003. 
  • Em 2004, a TAP é considerada Melhor Companhia Aérea pelo jornal do Trade Publituris.
  • Em 2005, a "Atlantis", a revista de bordo da TAP, é premiada com o quarto lugar na categoria de Melhor revista de bordo, na 16ª edição do concurso "Annual Avion Awards", organizado pela 'Associação Mundial de Entretenimento das Companhias Aéreas'.
  • Em 2006, o "Programa Victoria", o programa de milhagem da TAP, é premiado pelos "Freddie Awards" como O Melhor do Ano.
  • Em 2007, a TAP é considerada a décima Companhia Aérea Mais Segura do Mundo pela edição japonesa da revista Newsweek.
  • Em 2008, a TAP é considerada a Companhia Aérea do Ano no âmbito dos prémios "Os 10 Mais do Turismo de 2007", é galardoada com o Prémio empresa mais familiarmente responsável.
  • Em 2009, a TAP é reconhecida pela sua política exemplar na igualdade entre homens e mulheres, nos prémios "Igualdade é Qualidade" da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego; e pela excepcional utilização da frota A320, pela Airbus, que lhe atribui o prémio A320 Family Operational Award.

DESTINOS

A TAP Air Portugal tem uma rede de 93 destinos em 36 países, na Europa, África, Ásia, América do Norte e América do Sul. 


Alguns destinos domésticos, europeus e africanos são operados pela TAP Express utilizando o ATR 76, E190 e E195.

A TAP Air Portugal é, em 2019, a companhia aérea europeia com mais destinos no Brasil (11), liderando ao nível do número de passageiros transportados entre este país e a Europa, quando comparada com as suas congéneres europeias, bem como com as brasileiras. É também a 3.ª maior companhia aérea europeia no que diz respeito à capacidade de transporte de passageiros para a América Latina.

CODE-SHARE

A TAP Air Portugal inclui acordos code-share com as seguintes companhias:

  • Aegean Airlines
  • Aigle Azur
  • airBaltic
  • Air Canada
  • Air China
  • Air India
  • Alitalia (Skyteam)
  • ANA All Nippon Airways
  • Austrian Airlines
  • Avianca 
  • Azul Linhas Aéreas Brasileiras
  • Beijing Capital Airlines
  • Brussels Airlines
  • Copa Airlines
  • Croatia Airlines
  • EgyptAir
  • El Al
  • Emirates
  • Etihad Airways
  • Ethiopian Airlines
  • Finnair (Oneworld)
  • Gol
  • JetBlue
  • LOT Polish Airlines
  • Luxair
  • Lufthansa
  • S7 Airlines (Oneworld)
  • SATA Air Açores
  • Singapore Airlines
  • South African Airways
  • Swiss International Airlines
  • Thai Airways International
  • Turkish Airlines
  • Ukraine International Airlines
  • United Airlines

    PROGRAMA DE MILHAS - Miles&Go

    É o programa de acumulação de milhas oferecido pela TAP Air Portugal, que presenteia os membros com milhas baseadas na distância percorrida, tarifa e classe. É possível acumular milhas dos parceiros da rede Star Alliance e de outros parceiros elegíveis. O programa TAP Miles&Go é de registo gratuito, e o programa encontra-se dividido em três níveis:

    • TAP Miles&Go, o nível base, sem necessidade de acumulação de milhas.
    • TAP Miles&Go Silver, (Star Alliance Silver), requer 30.000 milhas status ou 25 segmentos de voo num ano.
    • TAP Miles&Go Gold, (Star Alliance Gold), requer 70.000 milhas status ou 50 segmentos de voo num ano.

    PORTUGAL STOPOVER

    Em 2016, a TAP lançou o programa Portugal Stopover, procurando oferecer aos clientes que visitam a Europa – vindos do Brasil e da América do Norte – a oportunidade de descobrir Portugal a meio caminho, com acesso a ofertas a preços exclusivos, fruto de parcerias com diversas entidades turísticas, um trabalho de cooperação essencial ao sucesso do programa. Foi possível à TAP, desta forma, atrair mais clientes e, ao mesmo tempo, promover Portugal enquanto destino turístico. Atualmente, qualquer passageiro, independentemente da origem ou destino, com escala em Lisboa ou no Porto, pode usufruir do programa.


    FROTA



    Publicar um comentário

    0 Comentários