FINNAIR RECEBE 600 MILHÕES PARA COMBATER O COVID-19


Alem da saúde global, a economia também foi afetada pela COVID-19 e o mercado aéreo foi um dos que mais sentiu. As companhias aéreas estão em uma situação complicada, pois terão que contar com investidores privados e resgates do governo para amenizar as enormes perdas financeiras que estão tendo. Mas algumas companhias aéreas estão em melhor posição para garantir essa ajuda.

Na Finlândia a Finnair (companhia local) recebeu aprovação provisória para um empréstimo do governo de 600 milhões de euros, com esse valor a companhia deve permanecer no ar por enquanto, enquanto a crise do corona vírus continua causando estragos no setor de aviação, bem como na economia global.

Controlador de 56% da companhia, o governo Finlandês tem interesses em garantir que a Finnair permaneça ativa durante esses tempos difíceis pois a estatal desempenha um papel importante na economia do país operando voos de passageiros e de carga em todo seu território.

A companhia já reduziu significativamente sua capacidade de rota em resposta à demanda de mercado reduzida. As rotas chinesas da companhia foram canceladas preventivamente até pelo menos 30 de abril, além de cancelar vários serviços na Europa como resultado de bloqueios nacionais e da demanda severamente reduzida.

A aprovação inicial do empréstimo de 600 milhões de euros foi concedida pelo comitê de política econômica do governo, no entanto, ainda precisará ser aprovado pelo parlamento finlandês.

No momento, os relatórios sugerem que a companhia está trabalhando para garantir o financiamento através de várias rotas diferentes. O primeiro aporte do plano de financiamento é uma linha de crédito rotativo que totaliza 175 milhões de euros. Além desses empréstimos padrão dos bancos, a Finnair também estuda vender e arrendar aeronaves que considere excedentes às suas exigências operacionais. A companhia terá capacidade disponível suficiente em sua frota no momento, o problema será encontrar arrendatários dispostos.

Em um comunicado sobre o possível empréstimo governamental, a Finnair afirmou:
"Com a garantia do estado, a Finnair pretende solidificar ainda mais sua posição de caixa e continuidade de negócios, mesmo que a situação do corona vírus prevaleça por mais tempo do que o atualmente previsto."

Como uma companhia majoritariamente controlada pelo estado, a Finnair está em uma posição que muitas companhias menores não estão. O apoio do governo deve ajudar bastante a empresa a evitar insolvências por enquanto. No entanto, dependendo de quanto tempo durar a crise do COVID-19, até as companhias aéreas estatais terão problemas reais.

Publicar um comentário

0 Comentários