Ultimas
A carregar...

Como funciona a Fumaça dos Shows Aéreos?


Por mais leiga que seja a pessoa é impossível não se encantar com uma apresentação aérea, os aviões por si só, despertam a curiosidade das pessoas. Muito além de como aviões funcionam, como é possível acrobacias aeronáuticas, outro ponto que não é muito citado mas que da mesma forma desperta a curiosidade das pessoas é: de onde sai aquela fumaça?

A fumaça na verdade é óleo feito de parafina, devido às questões de segurança, a fumaça para shows aéreos não podem ser tóxicas, devem ser biodegradáveis e devem ter densidade apropriada para garantir que ela seja totalmente vaporizada.

Este óleo não é retirado do sistema que lubrifica a aeronave, ela é parte de um sistema independente, o óleo fica armazenado em um tanque, e sua localização pode variar de acordo com a aeronave onde ele é instalado. Alguns dos modelos que estão a venda são mostrados logo abaixo:


A fumaça é produzida por meio de uma bomba elétrica que é acionado geralmente por um botão (switch) no painel da aeronave, fazendo com que um servo atuador a acione, fazendo com que o óleo seja enviado pelas linhas até o bico que ejetor que solta o óleo no bocal de escape.


O volume de óleo bombeado ao sistema deve ser medido para o exaustor, se pouco óleo for bombeado a fumaça ficará muito fina e quase invisível e se muito for usado o tanque que estoca o óleo pode se esvaziar rapidamente, e se o óleo for muito viscoso ele não terá a queima completa.

Fonte: Aviões e Músicas – Youtube

Os tanques de óleo costumam ser vendados para que não haja contaminação do óleo, e por motivo de segurança ainda podem ter filtros para garantir que o bico ejetor não seja obstruído.

Todo este sistema poderia ser simplificado, inclusive já foi simplificado, fazendo com que o óleo fosse injetado dentro da câmara de combustão do motor, mas além de diminuir a eficiência do motor a fumaça pode ficar muito escura e também se tornar tóxica.



Enviar um comentário

0 Comentários