Fumo na cabine obriga Fokker 100 da Karun Airlines a retornar


Uma aeronave Fokker 100 operada pela Karun Airlines foi forçada a retornar ao Aeroporto Internacional Ahwaz (AWZ). Este movimento ocorreu depois que os pilotos relataram fumaça na cabine. O incidente ocorreu a 19 de junho durante o voo NV-2633 de Ahwaz para o Aeroporto Internacional Sardar e Jangal (RAS) em Rasht (Irã). A aeronave estava no FL180 quando a tripulação parou a subida e retornou a Ahwaz. A aeronave EP-AWZ pousou com segurança na pista de Ahwaz 30 cerca de 30 minutos após a decolagem.

Segundo o site da aviação, Aviation Herald os passageiros da CH-Aviation no avião disseram que a cabine estava cheia de fumo saindo da parte traseira da aeronave. Mais tarde, a companhia aérea emitiu um comunicado dizendo que um defeito no sistema de uma aeronave causou o fumo. Todos os passageiros do voo estavam em "boa saúde". Além disso , o transporte alternativo foi organizado para levá-los a Rasht.


A aeronave envolvida no incidente de sexta-feira foi construída na fábrica da Fokker na Holanda, com o registro EP-AWZ. Ele tem 25,6 anos e, antes de ser vendido à Iranian Naft Airlines em 2009, foi atendido pela British Midland, Fokker Services, Spanair e Iranian Air Transport. A Karun Airlines usa sua aeronave para voos regulares de passageiros e fretamentos no Irã e nos países vizinhos.




Publicar um comentário

0 Comentários